segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Por do Sol por detrás do Aeroporto de Brasília


Estava eu chegando na última sexta-feira, 2 de dezembro, vindo de Cuiabá, onde cumprimos mais uma agenda de trabalho em defesa de nossa Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil, quando o Aeroporto de Brasília foi envolvido por aquele céu alaranjado com o Por do Sol.

Por do Sol por detrás do Aeroporto de Brasília.
Foto de William Mendes.

Para dar um tom mais espetacular na luminosidade, havia acabado de chover e a água no asfalto ampliava a dimensão das luzes do Por do Sol.

Por do Sol na pista molhada
do Aeroporto de Brasília.

É isso! Foi um instante de luz... luzes...

William

domingo, 13 de novembro de 2016

Teatro Amazonas - imagens que falam por si


Visitei Manaus a trabalho em 2015. Com frequência, minhas agendas de viagem não me permitem conhecer as belezas culturais locais. 

Todavia, o meu desejo de conhecer o Teatro Amazonas era tão antigo, que decidi que o visitaria nem que fosse em meu horário de almoço. Assim foi feito e valeu muito a pena.

Neste momento, estou lendo o romance Dois Irmãos (2.000), do amazonense Milton Hatoum. Ganhei o livro de presente da amiga Lorena, que fez curso de formação conosco quando estivemos na Contraf-CUT. Agradeço novamente pelo belo presente.

Enquanto estou mergulhado na estória dos dois irmãos e desta família libanesa, em meio ao espaço amazônico, me lembrei da visita que fiz rapidamente a Manaus.

Segue abaixo algumas fotos da visita ao Teatro Amazonas e arredores.

William


Vista frontal do Teatro Amazonas.
A estátua simboliza a Amazônia. O piso simboliza
o encontro dos rios Negro e Solimões.
Visão diagonal do Teatro Amazonas
mostra a grandeza da obra.
Vista de uma das laterais do Teatro Amazonas.
Um dos antigos carros da época, em frente ao Teatro.
Um dos diversos lustres do Teatro Amazonas.
Conjunto arquitetônico ao redor do Teatro Amazonas.
Igreja de São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas.
Placa com dados do Teatro Amazonas,
inaugurado em 1896.
Palco do Teatro Amazonas.
Galerias do Teatro Amazonas.
Cadeiras do Teatro Amazonas.
Um cidadão impressionado com obra descomunal.
Entre Gil Vicente e Beethoven no Teatro Amazonas.
Parte posterior do Teatro Amazonas.
Parte central do Teatro Amazonas.
Palco do Teatro Amazonas visto das galerias.
As luminárias do Teatro Amazonas são estupendas.
Maquete do Teatro Amazonas feita em Lego.
Composição: Teatro Amazonas - Deusa - Torre da Igreja.
Gosto de montar composições assim.
Belo conjunto de colunas do Teatro Amazonas,
no terraço superior.
Teto de um dos salões do Teatro Amazonas.
Um dos salões do Teatro Amazonas.
Nos despedimos do Teatro Amazonas,
olhando belo contraste com céu azul.

Fotos de William Mendes. Qualquer uso de imagem deste blog deve ser com citação da fonte e sem uso comercial.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Abstratos - 111016


Abstratos - 111016

Instantes

Durante uma reunião de trabalho. Eu não posso falar muito sobre os momentos de bastidores do meu trabalho, mas posso confessar que meu trabalho atual gera sofrimento psíquico, que afeta a saúde. Mas o que ocorre comigo, ocorre com meus pares, meus colegas bancários.

William

domingo, 21 de agosto de 2016

Ipês brancos e amarelos na Brasília invernal



Buquê de ipê branco. Uma graça!

Neste final de semana de 20 e 21 de agosto, saí para correr e caminhar nesta bela cidade de Brasília, de tantas flores e verdes em todas as estações do ano.

Estamos em meio a ipês de cores várias - rosas, roxas, amarelas e brancas. Finalmente achei ipês brancos! Eles são super-sensíveis e suas floradas caem rapidamente.

Vamos ver umas fotos dessas maravilhas da natureza.

William

Ipê branco no Eixão
sob céu nublado.
Ipê branco no Eixão - céu nublado,
branco sob branco.
Ipê amarelo no Eixão.
Ipê amarelo no Eixão sob céu nublado.

E agora, vamos para as fotos saideiras desta postagem.

Ipê branco em mini-árvore.
Ipê amarelo em frente de casa.
Arvorezinha Primavera.
Vereda invernal onde
moro em Brasília.

Flores flores e flores...

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Instantes fotográficos - Uruguai (III)


Nesta segunda parte das fotos do passeio que fizemos na tarde de quarta-feira 13 de julho na Colônia de Sacramento (veja aqui 1ª parte), veremos abaixo algumas fotos do centro histórico, como o Farol e algumas ruínas importantes, e o destaque será para as fotos do Por do Sol que tiramos a partir do cais (Muelle Viejo), onde atracam iates e embarcações diversas.

Após almoçarmos no El Drugstore, na praça da igreja matriz (Basílica do Santíssimo Sacramento), saímos caminhando.

William

Casal almoça massas e vinho no El Drugstore, na praça
da igreja matriz na Colônia de Sacramento, Uruguai.

Praça da Igreja Matriz na
Colônia de Sacramento. Essas
palmeiras vivem cheias de maritacas.

Igreja Matriz em foto feita a partir da praça
com objetivo de abranger ao mesmo tempo casas,
árvores e o céu com as torres da igreja.

O Farol da Colônia de Sacramento,
feito sobre antiga torre do Convento
de São Francisco Xavier, 1857.
O farol original foi destruído num
incêndio em 1877 e esse é de 1920.

Luminária nas ruínas da Casa
del Virrey, com farol ao fundo.

Ruínas da Casa del Virrey na Plaza Mayor.
Vista aqui de outro ângulo.

Que tal um cafezinho na
Freddo, Noni? Que gostoso!

Tia Noni! Meu calhambeque bi bi...
quero buzinar meu calhambeque...

Noni no meio da Avenida General
Flores, Colônia de Sacramento.

William no meio da Avenida General
Flores, Colônia de Sacramento.

San Martin na Colônia de
Sacramento - Uruguai.

Por do Sol a partir do cais (Muelle Viejo) da Rua de
Espanha, com detalhe ao lado: poste de luz.

Casal observa Por do Sol no cais da Rua de Espanha,
centro histórico da Colônia de Sacramento.

Por do Sol a partir do cais da Rua de Espanha,
centro histórico da Colônia de Sacramento.
Eu fiquei encantado com essa foto.

William vendo Por do Sol no cais do centro histórico
da Colônia de Sacramento.

E então o Sol se pôs. Foto deslumbrante do cais do
centro histórico de Colônia de Sacramento, Uruguai.

Início da noite no Rio da Prata - Colônia de Sacramento.
A árvore à esquerda está repleta de maritacas
se ajeitando para dormir.
Fim...

(as fotos só podem ser reproduzidas com a devida identificação do autor delas)